O Legado do Guardião

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Legado do Guardião

Mensagem por Admin em Qua Jul 24, 2013 12:21 am

Me chamo Joseph Davies, assim como todas as crianças eu adorava contos de fadas, vivia a sonhar que eu fazia parte deles e que um dia isso se realizaria.

Mas à medida que eu crescia naturalmente me distanciava desses pensamentos, até que um dia algo muito estranho aconteceu, eu estava me preparando para dormir e assim como todos os dias, eu sempre guardava minhas revistas de heróis e me deitava sem arrumar minha cama.

Quando deitei percebi que alguma coisa estava de baixo do lençol, era um livro de contos de fadas antigo que meu avô utilizava para me entreter antes do sono chegar. Meu avô havia falecido a 4 anos e com isso eu nunca mais havia visto este livro, pensei ter sido minha mãe que o trouxera para me agradar e em memória do meu avô decide ler pela primeira vez as histórias que antigamente eram interpretadas por ele.

Era um grande livro de capa grossa que continha varias histórias, cada uma delas separada por uma contra capa, comecei a ler a primeira história e me surpreendi por não ter ouvido ela de meu avô, o titulo era “O Guardião”, o desenho na capa era de uma pessoa sentada à meia luz lendo um livro.

Não me parecia uma história de criança e talvez por isso meu avô tenha achado melhor que eu não soube-se sobre ela, mas agora sou mais velho tenho 16 anos, não sou mais aquela criança de 12 anos que tinha medo do escuro, foi o que pensei naquele momento, portanto comecei a ler bastante com uma curiosidade insaciável.

A cada pagina lida eu ficava mais preso a história, até que cheguei a pagina 33, nela o protagonista conversava com um velho homem, ele se dirigia ao protagonista apenas por guardião e o deixava na responsabilidade de proteger um livro, o mesmo desenhado na capa. Em meio à conversa o velho homem falava sobre vários demônios que haviam sido soltos há muito tempo atrás, criaturas que existiam antes da criação da terra, ao ler aquilo paralisei e meu dedos ficaram duros no mesmo momento.

Mas o que me chocou não foi o fato de um livro de contos de fadas conter uma história que falava sobre demônios, mas sim o que veio depois dessa afirmação, o velho dizia ao jovem guardião que os demônios se escondiam em formas inofensivas e então começo a descrever os vários contos de fadas que meu avô contava para mim.

Peter Pan, A Bela e Fera, A Bela Adormecida, Branca de Neve, Rapunzel, Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e muitas outras eram citadas pelo velho que admitia naquelas linhas que todas essas histórias eram camuflagens para enganar e seduzir crianças que eram o principal alimento desses seres vis.

Joguei o livro no chão e decidi que não iria mais ler aquela bobagem, que história mais sem pé e nem cabeça, um absurdo acreditar que os contos de fadas que eu e inúmeras outras crianças ouvíamos quando pequenas não passavam de mentiras, que não eram seres bons e sim demônios.

O tempo foi passando e eu não conseguia mais pegar no sono, aquilo não saia da minha cabeça, eu queria ver o final e então o peguei de volta e continuei da pagina 34. As próximas linhas foram me deixando cada vez mais perplexo, pois o velho descrevia os contos de fadas e ao mesmo tempo mostrava ao jovem guardião os vários sinais de perversão demoníaca que estavam ocultos. Pouco a pouco aquilo começou a fazer sentido, Peter Pan ou como era descrito um demônio que enganava as crianças e as levava para terra do nunca com a promessa de nunca mais crescerem, de não terem que obedecer aos adultos, de não sentirem mais fome. Essas crianças tinham seus corpos devorados por demônios menores e suas almas atormentadas sempre voltavam para aumentar a dor de seus pais. Sininho a pequena fada era um demônio menor que tinha como dever sustentar as fantasias dessas crianças, induzindo-as a acreditar no 1° garoto perdido e para minha surpresa capitão gancho era um pobre homem que buscava libertar a alma de seu filho, mais uma vitima.

Rapunzel era a bruxa aprisionada na torre, ela seduzia os viajantes que se encantavam com tanta beleza, os pobres que conseguiam alcança-la encaravam o horror, eram paralisados pelo medo e devorados vivos enquanto a única coisa que podiam fazer era observar a criatura tendo seu banquete.

Cada nova descrição me fazia ficar sem palavras, aquilo começou a me dar uma tontura terrível e então eu fechei o livro, tão forte que o barulho ecoou pelo corredor de minha casa, mas ninguém acordou ou pelo menos não se incomodaram. Resolvi dormir, as histórias estavam embaralhadas em minha cabeça e eu já estava muito perturbado e com medo.

No meio da noite acordei com um barulho no meu quarto, abri meus olhos e não acreditei no que vi, havia um garoto sentando em minha janela, ele olhou para mim e disse que a hora de irmos para terra do nunca havia chegado. Ele não se parecia nem um pouco com Peter Pan das histórias, mas sim com a versão da história do guardião.

Suas roupas não eram como a de Peter Pan, parecia mais um mendigo, mas as cores das roupas variavam de marrom ao vermelho, ele percebeu que eu estava com medo e então olhou para minha cama vendo o livro de histórias. O garoto que parecia amigável então começou a me xingar, ele me praguejava, desceu da janela para dentro do meu quarto e rosnava como um cão em minha direção.

Agarrei-me ao livro de histórias e abri na pagina dos contos de Peter Pan e comecei a ler, li todas as descrições do Peter Pan dos contos de fadas enquanto o garoto se transformava, se deformava em minha frente tomando a forma de um homem bode, sua raiva era grande, ele saltava com seus dois pés juntos fazendo um barulho aterrador.

Lembrei-me do meu avô e continue a ler as histórias e quando cheguei na parte em que Wendy vê Peter Pan pela primeira vez, o livro descreveu um garoto de roupas verdes que voava e que estava trás de sua sombra fujona, nesse momento parei de ouvir o barulho dos saltos do demônio em meu quarto e quando olhei minha janela estava aberta e não havia mais nada lá, de alguma forma vivenciar o conto de fadas fez com que a coisa fosse embora.

Usei aquele momento para refletir, não sabia se aquilo que havia acontecido era verdade ou fruto de minha imaginação, pois eu estava com muito medo por ter lido o conto do guardião, voltei a abrir o livro para ler novamente a história do guardião, mas ela não estava mais lá, no lugar da contra capa estava uma espécie de testamento com a assinatura de meu avô que dizia:

Nunca se esqueça, as paginas de um livro podem aprisionar o mal e afastar o medo, trazer esperança onde só há escuridão. Assim como meu pai, eu fui um contador de histórias e assim como você, tive medo quando fiquei sabendo sobre a verdade, mas aprendi que os contos possuem o poder de imunizar com o bem todos que abrem seus corações para ouvi-los.

Receba este livro como meu ultimo presente, ele é o meu legado, no final dele haverá paginas em branco para que você escreva sua própria história, agora você é o guardião das histórias.

Assinado: Donovan Davies

Demorei um tempo para aceitar tudo aquilo, mas nunca em minha vida, após o ocorrido deixei de ler as histórias e fazer parte delas, agora termino minha própria história com a esperança de que alguém possa ler e tirar suas próprias conclusões. Lembrem-se, toda história possui inúmeras interpretações, o contador de histórias tem o poder de influenciá-las para o bem ou para o mal, mas dependerá de você acreditar ou não, e decidir qual será o final de cada uma delas, eu escolhi acreditar.

Autor:Christyan Stussi

Admin
Admin

Mensagens : 119
Data de inscrição : 23/07/2013
Idade : 34
Localização : Biblioteca da Escuridão

Ficha do personagem
Nome do Personagem: Senhor do Obscuro

Ver perfil do usuário http://rpgtavernaonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Legado do Guardião

Mensagem por Everton em Qua Jul 24, 2013 2:21 am

Que massa Chris *-----*

Everton

Mensagens : 1
Data de inscrição : 24/07/2013
Idade : 26
Localização : Valença - RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum